30/09/2015

#297: Conheça Brittainy C. Cherry


Se você parou para ler a resenha do livro Sr. Daniels, sabe o quanto eu amei esse livro, e por essa razão resolvi escrever um pouco sobre essa autora mega talentosa que me conquistou em poucas páginas. 

Brittainy C. Cherry é uma autora americana formada em artes cênicas, com especialização em escrita criativa pela Carroll University, em Winsconsin. Ela mora nesse mesmo estado com sua família e seus adoráveis animais de estimação. 

Além de escrever livros, ela também escreve roteiros, dirige peças e atua.

Brittainy é a de bota a direita
Pesquisando, não encontrei nenhum outro livro dela publicado aqui no Brasil, mas ela tem outros que estão disponíveis online. Eles estão em inglês e não estão caros (e digo isso considerando a alta do dólar). Para quem quiser praticar o inglês, é só entrar no site da Amazon e comprar ;)

Agora ela está lançando o livro The Air He Breathes (O Ar que ele Respira, na tradução livre). Ele é de uma série de 4 livros que foram inspirados nos 4 elementos: ar, fogo, terra e água.

Depois dessa brave apresentação, convido vocês a lerem a resenha do livro Sr. Daniels e seguir a Brittainy nas redes sociais para ficar por dentro dos lançamentos dela: Facebook e Twitter.

28/09/2015

Cinemas de Outubro


Entramos no mês do dia das bruxas e além de doces e travessuras, teremos também vários filmes "sinistros" nos cinemas. Se você não curte, não precisa se preocupar que terão outras opções também tá? :P

A Possessão do Mal | 1 de Outubro de 2015 | Terror;



Peter Pan | 8 de Outubro de 2015 | Aventura; Fantasia;



Sr. Holmes | 15 de Outubro de 2015 | Drama; Policial:


Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma | 22 de Outubro de 2015 | Terror;



Goosebumps: Monstros e Arrepios | 22 de Outubro de 2015 | Aventura; Comédia;



Não esqueça de deixar nos comentários o filme que você mais quer ver ;)

25/09/2015

Resenha: Sr. Daniels


Autor(a): Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Páginas: 320
Ano: 2015
Classificação: ✰✰✰✰✰

Sr. Daniels está na minha lista de leitura desde o evento que a editora Record organizou aqui no Rio de Janeiro para falar sobre seus lançamentos. A autora do livro - que é muito fofa por sinal - estava presente e pode falar um pouco sobre a história. 

Infelizmente eu não pude comprar o livro dela naquele dia, mas consegui pegar emprestado com uma amiga. Depois de colocá-lo na minha lista de favoritos, venho aqui contaminar a todos com essa linda história.

Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn é obrigada a ir para a casa do pai, que ela nunca teve muito contato, pela mãe que está sofrendo muito com a morte da filha. No caminho até lá, Ash conhece Daniel e a química entre eles é imediata. Ele também passou por perdas irreparáveis e é o único que consegue realmente compreender o que Ashlyn está passando. Tudo estaria perfeito, mas Daniel é na verdade Sr. Daniels e dá aula de inglês na escola onde o pai de Ashlyn é vice-diretor.

Se você está pensando que esse é o único conflito, está enganado. Os problemas dos personagens secundários também são muito importantes no livro e deixa o enredo ainda mais interessante, afinal, são mais histórias para descobrir no final.

Com muitos quotes de Shakespeare e frases inspiradoras, Sr. Daniels se tornou um dos meus livros favoritos. Os diálogos, os personagens, a história, tudo é motivo para amar esse livro. Eu não mudaria nada. Bem, talvez uma coisa, mas isso eu vou deixar para quem for lê-lo descobrir ;)

23/09/2015

5 vezes que a vida me fez rockeira


Recentemente entrei para o grupo Rotaroots (um grupo do Facebook para blogueiros que postam por diversão) e lá eles faziam várias indicações de temas legais para postar. Esse tema foi proposto há alguns meses, mas como estamos em época de Rock In Rio (e sou nova no grupo), resolvi fazer mesmo assim.

Não me considero roqueira, mas existem alguns momentos que eu sinto como se o rock estivesse na minha veia desde que nasci! E são esses momentos que eu vou contar agora:

Jogar Guitar Hero
É aquele momento em que todo mundo se sente o maior roqueiro de todos os tempos. Entrar na pele de um rock star por alguns minutos e arrasar em um solo de guitarra, deixa meu ego lá em cima :P

As roupas e acessórios
Os roqueiros são conhecidos por sua roupa e maquiagem preta e eu surto por aqueles acessórios cheios de tachinhas. Atualmente, eu estou tentando adicionar outras cores na minha vida, mas já tive uma época em que só andava de preto sim, e não me arrependo u.u

Rádio Cidade
A Rádio Cidade é uma estação que só toca rock, e quando toca uma música que eu conheço, eu me sinto a roqueira. Confesso que é uma das minhas rádios favoritas!

O ano em que só fui em show de rock
Faz anos que não vou a algum show. O último foi em 2012. Nesse ano eu fui no show do Linkin Park e do The Pretty Reckless. Dois shows incríveis que espero poder ir novamente. 

Ainda sobre shows...
Chega a época do Rock In Rio e já começo a contar os dias. Quem olha, pensa que eu vou em vários dias, porém vou assistir tudo em casa com a animação de quem está lá (Obrigada, Multishow!). Dia de Metallica, System Of A Down, Slipknot... Se eu conhecer 5 músicas das três bandas juntas, é muito, mas eu assisto os shows sempre!

É claro que ser roqueira é muito mais do que isso, mas não acho que eu me encaixe nessa categoria :P Se gostou do post, não esquece de deixar seu comentário. Ficarei aguardando hein!

21/09/2015

5 músicas que eu gostaria de gravar


Olhar pela janela do carro enquanto escuta uma música triste. Balançar o cabelo - ou tentar - no estilo Demi Lovato. Dublar uma música porque sua voz é horrível. Quem nunca passou por isso que atire a primeira pedra!

Eu já passei por elas e por várias outras, e foi pensando nisso que eu escolhi 5 músicas que eu gostaria de gravar se eu tivesse uma voz boa para isso. 

Here We Go Again - Demi Lovato


Ghost - Fefe Dobson


Chandelier - Sia





Make Me Wanna Dia - The Pretty Reckless


The Kill - 30 Seconds To Mars


Quais músicas você gostaria de gravar? Deixe a resposta nos comentários ;)

14/09/2015

Bienal do Livro 2015


Do dia 3 ao dia 13 ocorreu aqui no Rio a Bienal do Livro, um evento muito aguardado pelos amantes da literatura, e como eu me encaixo nessa divisão, contei os segundos para chegar os dias que escolhi ir.

Meu primeiro dia na Bienal foi na sexta dia 11. Escolhi esse dia porque uma amiga minha ia vir para o Rio e ela ama a Isabela Freitas, mas como aconteceu uns imprevistos e ela não veio, fui para fazer muitas compras e conhecer o local antes de domingo.

Cheguei na Bienal assim que os portões abriram o que me possibilitou ver alguns estandes com mais liberdade (vai chegando de tarde o local enche). Entrei nas editoras que mais conhecia e fui vendo os preços dos livros que mais queria. Infelizmente, os livros mais desejados por mim não estavam com um preço tão bom quanto eu esperava, mas pude conhecer alguns títulos novos que já entraram na minha lista do skoob.

Como eu não sabia se podia levar alimentos, deixei para comer lá e me arrependi profundamente. Os preços das comidas eram um absurdo! É claro que não ia cometer o mesmo erro de novo, então levei tudo de casa para meu segundo dia.

No domingo, o dia foi mais calmo. Já havia comprado o que eu queria e não me preocupei muito com o lugar que estava indo. Deixei minha mãe guiar, que ela estava empolgada para voltar a ler e queria livros novos.


Depois das compras, chegou a parte que eu mais estava esperando: Josh Malerman. Assim que vi que o autor de Caixa de Pássaros (tem resenha no blog) ia vir, eu corri para comprar meu ingresso. Esse livro me fez ver um gênero que eu nunca havia considerado antes e me encantou de uma forma que só quem leu sabe a sensação. 

O autor veio para dois eventos: bate-papo e sessão de autógrafos.

O bate-papo aconteceu antes no Cubovoxes - um auditório da Bienal - e levou 1 hora. Durante esse tempo, as pessoas que pegaram as senhas puderam fazer perguntas para ele. Como muita gente ficou de fora, falei das mais importantes abaixo:
  • Josh já está escrevendo seu segundo livro e também é de terror;
  • Ele não descarta a ideia de escrever uma continuação, mas isso é algo mais para a frente;
  • A Universal comprou os direitos autorais para transformar o livro Caixa de Pássaros em um filme!
Depois de todas essas novidades para os fãs que não conseguiram senha ou não puderam ir, vamos para a sessão de autógrafos.

Sai do bate-papo e corri para o estande da Intrínseca - local dos autógrafos - para conseguir um lugar entre os primeiros. Erro meu. Cheguei lá e a fila estava gigante! Estava quase dando uma volta completa no estande. O início da sessão estava previsto para começar às 18h e terminar às 20h, mas ele começou a autografar às 17h.

Apesar dele ter começado mais cedo, meu medo de chegar 20h e ele ir embora sem me dar autógrafo era gigante, mas ele ficou lá até o último da fila (tem uma hora que eles "fecham" a fila e ninguém mais entra). Ele foi super simpático, conversou com quem entrava e assinou muito mais que o nome dele. 


O único ponto negativo foi que tinha muita gente furando fila. Quando a menina que estava na minha frente foi falar com os funcionários da Intrínseca eles simplesmente disseram que isso não era problema deles. Ou seja, nós da fila que não deveríamos deixar ninguém entrar, mas não foi o que aconteceu e eu acabei ficando 3 horas na fila - que valeram muito a pena, confesso.

Essa não foi a minha primeira Bienal, mas como não aproveitei nada na anterior, eu senti que era a primeira vez. Não tive nenhum problema no local - com exceção de algumas pessoas que esqueceram a educação em casa - apesar de ver alguns reclamando da organização. 

Os preços dos livros variam muito e depende da editora também. Alguns livros estavam bem baratos, mas tinha alguns títulos que só valem a pena comprar pela internet. 

Estou muito ansiosa para a próxima edição e já estou juntando dinheiro para fazer como alguns lá e sair de lá com uma mala cheia de livros. 

Se você foi na Bienal, deixe nos comentários quantos livros você comprou e o que achou dos preços ;)

11/09/2015

Resenha: Cidade das Cinzas


Autor(a): Cassandra Clare 
Editora: Record 
Páginas: 404
Ano: 2011 
Classificação: ✰✰✰✰

Quem me acompanha nas redes sociais viu o quanto eu fiquei maluca pela série Instrumentos Mortais, e foi uma tortura enorme ler esse livro por não ter cenas fofa do meu casal favorito, mas admito que valeu muito a pena!

Depois que Clary descobriu fazer parte do mundo dos Caçadores de Sombras, sua vida mudou completamente. Nesse livro ela precisa salvar a cidade de Nova York de seu malvado pai - Valentim - que conseguiu roubar o segundo Instrumento Mortal e está fazendo um péssimo uso dele! 

Jace é suspeito de ajudar seu pai - que também é o Valentim - e deixa todos com dúvidas graças ao seu comportamento. 

Esse livro, ao contrário do primeiro, foi uma montanha-russa de sentimentos. Uma hora eu amava o livro, na outra eu odiava; e foi assim a cada capítulo. Por isso, dar uma nota a esse livro foi uma tarefa bem complicada. 

A ação e os mistérios são bem envolventes e não deixam o livro ser parado, mas os personagens parecem que estão mais distantes um do outro, como se a amizade deles estivesse sendo colocado a prova.

Depois de tantos altos e baixos, estou ansiosa para ler o terceiro. Espero que seja um livro que me deixe menos bipolar. 

Quem já leu o livro? Não esquece de deixar um comentário ;)

04/09/2015

Como se programar para a Bienal do Livro


Ontem foi o primeiro dia da Bienal do Livro do Rio de Janeiro e apesar desse post ter saído um pouquinho tarde, ainda da tempo de aproveitar as dicas que darei para os próximos dias.

Compre ingresso antecipadamente
Muitos dias da Bienal cairão durante a semana e como muita gente trabalha ou tem aula, o melhor é comprar ingresso antes para não perder tempo quando chegar lá. Os ingressos custam R$16 (inteira) e R$8 (meia). E cada ingresso vale apenas para um dia de Bienal!

Programe-se
A Bienal é um ótimo lugar para comprar livros, mas lá também tem programação com alguns autores e alguns só estarão lá por apenas 1 dia. Então você deve olhar no site para saber quando seus autores favoritos estarão lá. No site da Bienal tem toda a programação.

Ah e não deixe de conferir o horário que o evento abre ;)

Controle-se
Quem não se perde ao ver um monte de livros em um só lugar? Por isso é muito importante calcular bem o valor que você pode gastar para não acabar comprando algo por impulso e ficar cheia de dívidas depois.

Ver os valores dos livros em lojas onlines e físicas também é bom para não ser enrolada. Muitos livros são baratos na Bienal, mas outros não valem muito a pena.

Separe dinheiro para comida
Como o evento é fechado, os preços da comida não costumam ser muito baratos, mas é importante se alimentar para não passar mal. Então separe um dinheiro para comer além do dinheiro para comprar livros.

Como o evento é enorme, a Bienal disponibilizou o mapa do evento. Ele vai ajudar na hora de se localizar, mas infelizmente ele não tem o nome dos stands. Então você terá que ver onde está cada editora do seu interesse, mas no local costuma ter placas indicando. Para ver o mapa, clique aqui.

Espero ter ajudado a quem estiver um pouco perdido. Quais dias vocês vão na Bienal? Querem ver quais autores? Deixem nos comentários ;)

02/09/2015

Cinemas de Setembro


Esse post demorou um pouquinho para sair, mas o importante é que saiu, não é? Esse mês está cheio de lançamento legal. Os filmes que eu mais quero ver estão aqui. Agora é a hora de dividir o dinheiro entre Bienal do Livro e os cinemas.

A Entidade 2 | 3 de Setembro de 2015 | Terror;


O Agente da U.N.C.L.E. | 3 de Setembro de 2015 | Ação; Comédia;


Carga Explosiva - O Legado | 10 de Setembro de 2015 | Ação;


Maze Runner - Prova de Fogo | 17 de Setembro de 2015 | Aventura; Ação;


Hotel Transilvânia 2 | 24 de Setembro de 2015 | Animação; Comédia;


Qual filme você está esperando para assistir? Deixe a resposta nos comentários ;)
Link do seu blog - créditos

Tema Base por Butlariz